sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

Entao e Natal...


Esta chegando mais um Natal que passaremos em terras suicas. O primeiro com a nova integrante da familia: Elina. Como ja contei aqui, temos o Adventskalender, uma forma de fazer a crianca esperar pelo Natal. rs Ano retrasado, fiz um de atividades. A cada dia, algo bacana para fazermos juntas. Ano passado, comprei um pronto de Playmobil, ja que a barriga nao me deixou outra possibilidade. Ja esse ano, voltamos a aCao. rs A minha ideia e tornar o calendario o menos comercial possivel. Mostrar que nem todo presente precisa ser uma coisa a ser usada. Estou presenteando a minha filha com momentos, recordaCoes...

No primeiro dia do Adventskalender, fizemos um singelo presepio com restos de papelao e enfeites de natal do ano passado. Tambem fizemos uma guirlanda para a porta. Minha filhota ficou tao feliz!

Depois, a atividade era ir ate a casa do SamiChlaus. Esse ja e tradicional. rs So nao pude ir no ano passado pq a barriga nao permitiu. Foi a primeira vez da Elina no bosque. Tudo de bom!

No terceiro dia, a Leila foi escolher a arvore de Natal no canteiro da cidade. Linda, linda! Quarto dia, nadar com o papai. Quinto dia, carta para o Papai Noel. Hoje, escreveu o cartao para enviar aos amiguinhos... e ainda faltam 19 dias. rs

Ateh mais,

Carol.

ps.: Como devem perceber, nao consigo acentuar nada. rs

Fotinhas:
Presepio:

A arvore escolhida:




Visita a casa do Papai Noel. E sobe ladeira...






terça-feira, 4 de outubro de 2011

Voltando

Entao... Todos os dias eu dizia para mim mesma que escreveria um texto e todos os dias eu deixava para amanha. rs O tempo passou e muito, mas nao me esqueci desse blog que amo tanto e que nao quero mesmo abandonar.

Deixa eu primeiro atualizar quem ainda acompanha. rs Enquanto o blog dormia, minha bb nasceu. Sim, mais uma menininha. Foi punk encarar a nova vida e me acostumar a ter um bebezinho em casa e ainda manter a agenda da mais nova sem a "ajuda".

O batidao foi pesado. Com menos 20 dias, a pequena teve que comeCar a seguir a rotina da irma. Demorei meses para parar de me sentir mal por sacrificar a pequena, que ia chorando, debaixo de chuva e neve para todo lado e por negligenciar a mais velha, que teve seus dias de comer soh arroz com ovo cozido.

Complicado para quem teve a primeira filha no Brasil, cercada de cuidados pagos. rs Senti e ainda sinto falta de baba e empregada, com as quais eu poderia me dedicar ao lado menos estressante da maternidade. Enfim, acho que me acostumei e estou conseguindo voltar a vida normal.

Assim, vamos voltando e vai voltando o blog tambem.

Um abraCo e ateh a proxima.

domingo, 2 de outubro de 2011

Alguem ainda le?

Saudades desse blog, de escrever... Enfim, vou tentar voltar. Ainda tem alguem ai?

quarta-feira, 18 de agosto de 2010

Recomeço

Oi gente,
sumi, né? Espero que ainda tenha visitantes. rs

Nós fomos ao Canadá. Ficamos duas semanas em Toronto, pegamos a documentação. O PR está em mãos, mas o Canadá vai ficar sendo mesmo o nosso segundo plano. Se (bate na madeira) acontecer de o Ênio ser demitido da empresa aqui e não conseguir renovação de visto, ainda teremos Toronto como opção.

Quanto ao título do post, estamos recomeçando a aventura de ter um filho. rs Em fevereiro, nossa família terá mais um membro. Ainda não sabemos se será uma menina ou um menino, mas será certamente tão amado e mimado quanto a nossa Leilinha.

Abraços,
Carol

quarta-feira, 31 de março de 2010

Canadá - landing

Olá pessoal,
finalmente faremos o landing em terras canadenses. Vamos em abril, aproveitando as férias escolares da filhota. Ficaremos só 10 dias, mas espero aproveitá-los ao máximo.

Nós chegamos até a pensar em não ir, em deixar para lá. Mas foram mais de três anos de processo para depois fecharmos a porta assim tão fácil. rs

Abraços,
Carol

terça-feira, 15 de dezembro de 2009

Leila e seus amores

Oi gente,
longe de mim incentivar o namoro precoce, muito pelo contrário. Digo e repito que criança só tem amigo, mas tá difícil não comparar as amizades da Leila a primeiros amores. rs Assim mesmo, no plural.

Na escolinha, que eu conheço, tem um polonês lindo de morrer que só volta para casa depois que a Leila desce (ele é um dos primeiros a ficar pronto e ela é sempre a última). Tudo isso para andar 3o m ao lado dela. Os dois se admirando, com aqueles olhinhos sorridentes, no mais completo silêncio. rs Tem ainda o inglês, que brigou com ela hoje porque ela contou um "segredo" (soprou o ouvidinho) do tal polonês.

Para completar, hoje recebi o Vitor em casa, um brasileirinho que não fala português, e os dois ficaram no maior carinho. Era abraço, dança, cantar olhando no olho (Ó Tannenbaun, Ò Tannenbaun, wie grün sind deine Bläter). rs Foi me distrair um pouquinho e ouço a Leila me chamando incrêdula. Perguntei o que foi e ela disse "Ele me deu um beijo na boca". Daí eu falei que não podia pq criança não beija na boca. rs Ela falou séria com ela e disse que não era mais para fazer isso senão ela ia ficar muito brava.

Falou isso, mas não parou de apertar o menino. rs Brincado de príncipe e princesa. Bailando pelo salão.