sábado, 26 de janeiro de 2008

Hein? Como assim?

Sempre que a gente comenta com alguém que estamos indo para a Suíça, a reação é a mesma. O "como assim" já se tornou até rotineiro. Então vamos lá, eu pedi para o Ênio responder a pergunta que não quer calar. rs. Segue texto do Ênio. Se preparem porque é longo.

O processo de seleção começou quando um recrutador garimpou meu currículo na internet e me ligou. Falou que era da empresa X de recrutamento e que tinha uma oportunidade para o meu perfil em Zurique, numa empresa de telecomunicações. Ele fez algumas perguntas sobre minha experiência, falamos da faixa salárial e ele me perguntou se eu teria disponibilidade para uma entrevista na própria empresa, em Zurique. Lembrando sempre que o recrutador profissional não cobra nada do contratado e, sim, da empresa. Não caiam no conto do vigário.

Confirmei meu interesse ao recrutador e enviei um email pra ele com a ultima versão do meu resumé, uma pequena carta de apresentação e uma frase, pedida por ele, com os motivos para me mudar do Brasil.

Uma semana depois ele me ligou e marcamos uma entrevista técnica por telefone. Comecei a dar uma estudada, relembrei detalhes dos projetos e pedi que um amigo (e ex-colega de trabalho) me enviasse perguntas que ele faria numa entrevista técnica. Treinei bastante, pensei em situações que poderiam acontecer para me sentir mais seguro para a entrevista.

No dia e hora marcados recebi a ligação. Primeiro me falaram sobre a forma de trabalho, a empresa e a vaga que estava aberta. Depois pediram que eu fizesse uma retrospectiva de minha carreira. Depois disso começaram as perguntas técnicas. Em uma hora e meia a entrevista estava encerrada e fui informado que em até uma semana receberia o resultado. Foi a entrevista mais pesada da minha vida.

Não deu tempo nem de ficar ansioso pelo resultado da entrevista, no outro dia o recrutador me ligou e perguntou se em uma semana eu poderia ir a Zurique para uma entrevista, falei que claro que sim e fomos atrás de passagens.

Comecei então a treinar para a "face to face interview", como eles disseram. Recolhi materiais na internet, eu e a Carol treinamos mais de 60 perguntas exaustivamente e também fiz uma semana de aulas particulares de inglês para colocar a fluência em dia. Isso foi fundamental. Foi uma entrevista pesada com a bambambam do RH de lá, a gerente do projeto e o coordenador técnico. Eu lá no meio e perguntas vindo de todo o lado. Sem a preparação eu teria sido comido com farinha. Consegui não ser pego de surpresa durante a entrevista.

Segue abaixo os links utilizados na preparação da entrevista:

http://www.jobinterviewquestions.org/questions/general-questions.asp

http://www.career.vt.edu/JOBSEARC/interview/questions.htm

http://www.jobinterviewquestions.org/questions/job-specific-questions.asp

4 comentários:

Re disse...

PARABÉNS Ênio! Pelo que você relatou, você não só mereceu pelo suas habilidades e experiências, como também correu atrás e se preparou muito bem! Fez a diferença!
Boa sorte e muito sucesso
Abraços

Ninha, Doane e Christal disse...

Pessoal, que máximo!
Meus parabéns. Sei que vocês mereceram, pois como foi relatado vcs se prepararam e agarraram a chance.Vcs podem qualquer coisa, é só batalhar.

Mas Ênio, a área foi a de Java ?
Carol...pena que não poderei ir ai em Bsb conhece-los por agora, mas espero ve-los no Canadá..
Abraços

Dani e Rafa disse...

Parabens pessoal!!

e como sempre falamos, preparacao eh tuuudo e faz mta diferenca! Seja para Zurich, para o Canada, seja la para onde vcs resolverem ficar.

Abracos e boa sorte

Rogério e Alessandra disse...

Ótima preparação, excelente resultado!!! Tudo de bom na vida lá nas terras que também são geladas, rs...

Estas perguntas que nos fazem sobre a imigração é bem interessante mesmo. No início tivemos a decisão de avisar à família só após o recebimento dos passaportes, porém, pensando melhor, vamos meio que dando sinal que queremos sair do Brasil e estamos a procura de algo. Quando prepararmos toda documentação para enviar ao consulado avisaremos aos nosso pais. Assim, iremos preparar o terreno até falarmos tudo para eles. Economisa choro antes da partida, conversas ao pé do ouvido sobre "o que vocês estão fazendo com a vida de vocês e das crianças?" e prepara todo o mundo para o inevitável. rs...

Uma notícia boa!! Este é o mês de início do processo, assim, conseguiremos chegar com sol e antes das aulas iniciarem em 2009/2010.

Abraço e sorte para todos!!!

Rógério