terça-feira, 16 de dezembro de 2008

Cinema, a montanha e Maomé

Olá,
acredita que tivemos que viajar para assistir Madagascar 2? Daí o título, se o Cinema não vem até nós, nós vamos até a montanha, digo, Cinema. Enfim... Entendeu?

É que aqui na Suíça não existe filme de censura livre. Todos têm classificação e daí fica difícil levar criança ao cinema. O pior é que a Leila adorava.

Por trás disso tem toda uma questão cultural (muitos acham que crianças não deviam assistir televisão, imagina ir ao cinema). A idéia é que uma criança muito pequena, além de não estar madura para assistir a um filme, vai atrapalhar quem realmente quer assistir.

Eu não concordo. Se o filme é de criança e o adulto não quer ser incomoda, pois que vá a noite em um legendado (era o que eu fazia quando ia ver animações no Brasil e ainda não tinha filho).

Choque cultural à parte, a censura para Madagascar 2, em Zurique, é de 6 anos. Como cada cantão (não sei se fica mais para estado ou para província) decide a sua classificação, fomos para Zug, 40 minutos de trem, onde a idade permitida era 4 anos.

A cidade é uma gracinha e valeu a viagem, apesar do frio congelante. O cinema é pequeno, mas muito confortável. Cadeiras numeradas, intervalo para o lanche (aqui sempre tem intervalo). Na Itália tem também. Não afirmo que é em toda a Europa pq só fui a cinemas nestes dois países. rs

As criança e o comportamento delas também é um capítulo à parte. Super quietinhas, rindo só quando era para rir, prestando atenção, sem conversinhas paralelas. E eu e o Ênio, rindo na hora que os outros riam... de desespero. rs Não deu para entender muita coisa não, ainda bem que o roteiro não era assim tãooooooo complexo. A experiência valeu e nós vamos voltar lá em janeiro para assistir a outra animação.

Um abraço,
Carol











7 comentários:

Anne, Samir e Gabriel disse...

CAROL...
Que coincidência, ontem levei Biel ao cinema pra assistir esse filme.. Na verdade, foi a aprimeira vez dele em cinema - até então ele só ia a teatros.. =]~ Mas meu rapazinho se comportou lindamente no cinema.. Se animou tanto que até pediu pra assistir outro filme.. E Leila toda empacotadinha pro frio..? que lindo.. rsrsrs sou louca pra ver Biel assim, rsrsr

Beijos,

Anne

p.s: aí tem uita peça pra criança, Carol..?

Marilena disse...

O desafio de morar em outro país é se acostumar com estas diferenças culturais, né??? Mas pelo menos existem as opções porque acho que aqui no Brasil a classificação é nacional.
O Eduardo nunca foi ao cinema mas assiste muitos DVD's e gosta bastante.

bjs

.Mariana.Daniel. disse...

Poxa, Carol, esse negócio de parar pra lanchar até que é bem interessante! Às vezes não dá vontade de comprar pipoca antes do filme, mas se eu não ficar totalmente entretida, o primeiro sintoma é vontade de comer pipoca!!!

Beijos,
Mari

Anônimo disse...

Carol é muito interessante essa diferença cultural. A cidade é linda e cenário de frio deixa mais bonita. A Leila é uma fofinha.
Bjos, Rosa Mônica

Anônimo disse...

Adorei essa curiosidade sobre não haver censura livre. Nossa! nem menos uma animação?

Sandro e Família disse...

Muitas felicidades na noite de Natal, e que o ano novo seja repleto de saúde com realizações pessoais e profissionais para toda a família.

Abração

Leila e Júnior disse...

Oi, Carol

Tudo bem? Que legal que puderam levar a Leila para assistir o filme, mesmo que em outra cidade. Rss.

Engraçado, em Angola (Luanda) tb era assim: os filmes tinham intervalo. Achamos super estranho isso, pq aqui no Brasil é direto.

Adorei as fotos!!!

Um beijo pra vcs e um FELIZ NATAL!!!
Leila e Júnior