quarta-feira, 23 de abril de 2008

Comida não é só comida. Chame o garçom.

Oi gente,estava aqui pensando o quanto eu gostava de comer no Brasil. Aqui me falta o apetite. Pensei "naquela" pizza, no filé com catupiry "daquele" barzinho, no churrasco especial do Porcão... e percebi que não foi o prazer de comer que eu perdi, o que foi embora foi a possibilidade de ir a restaurantes toda a semana. De curtir o espaço, o ambiente, as pessoas e o garçom. Sim, o garçom. Como ele faz falta. E não é só para mim, não. rs Ontem a Leila se sentou comigo na mesa e falou para o Ênio: "Ei garçom. Um suco de maçã para ela, por favor". rs É mole. Filha de peixe, peixinha é.


Comer fora aqui é caro, a comida no supermercado também. E haja imaginação para tornar o cardápio interessante a semana toda. A minha mesmo acabou. Primeiro pq o meu forte nunca foi a cozinha e nem o serviço doméstico, segundo pq eu quero e preciso de uma boa mordomia. Sou mimada, sim. E como. Tanto que quando me desequilibrei aqui pela primeira vez (frio cortante, chuva, sapato e pernas molhadas, criança linda passando frio contigo, perdida no meio do nada é igual à crise de choro, da mãe, é claro), resolvi o problema, limpei o rosto, assoei o nariz e corri para um restaurante. Barato, mas com garçom, com aquecimento e com talheres, bem diferente do Burger King. Lá nos realizamos, eu e Leila. As melhores amigas. rs Peixão e peixinha.


Em compensação, encontramos outros prazeres que, por medo, insegurança e a mais pura preguiça, não tínhamos no Brasil. Um deles é curtir o dia com a filhota nos diversos playgrounds e parques da prefeitura de Zurique. Comer pão com qualquer coisa ou só mesmo um croassant e passar o dia por conta de curtir o sol (quando ele aparece), a paisagem, o lago. E não somos só nós que contemplamos, não. O povo daqui também contempla. O que mais tem em Zurique são bancos em lugares estratégicos para você ficar fazendo nada. Só olhando e constatando, cada dia um pouquinho mais, o quanto esta cidade é linda.

Carol

6 comentários:

Cau disse...

Hahahahahah, tadinhas! Mas vai dar tudo certo, afinal, vocês estão na Suíça!!!

Sobre a imaginação na culinária, uma dica é http://www.cybercook.com.br.

Postem fotos desses momentos contemplativos!!

Abraços!

Claudia

Sandro e Família disse...

Carol

Algumas lembranças que tenho de Zurique:

- A proximidade do aeroporto com o centro da cidade.

- Os sinos das igrejas tocando no sábado à tarde.

- O lago e as lindas áreas contemplativas que citou no post.

- A dificuldade que tive em pedir um sanduíche em alemão num restaurante.

- Os chocolates e trufas suiços.

Resumindo...adorei sua cidade.

Abração

Edgar disse...

Sempre devemos pensar pelo lado positivo, vai ser óptimo pr'á perder uns quilinhos!

Raquel e Daniel disse...

É Carol a fila esta andando, lentamente mas esta e pelo visto chegando a nossa vez.
Mas vcs agora estão na Suiça, será que vão atravessar novamente o Oceano para uma nova aventura?

Van disse...

Ai, Carol, imagino que deva ser dureza essa parte de serviços domésticos e cozinha sempre. Apesar de cozinhar bem, eu também não sou muito adepta a perder tempo no fogão. Prefiro comer fora e também adoro uma mordomia. Este é um ponto que considero chato na imigração para o Canadá... e pelo visto, para qualquer lugar.
Sei que cozinhar todo dia não é fácil e haja criatividade mesmo, mas, para se animar, tente aprender receitas da culinária local e aproveite para conhecer os sabores da sua nova terra.
Quanto aos restaurantes, aos poucos você vai descobrindo as barbadas dos residentes e vai acabar encontrando lugares baratos e deliciosos. Você vai ver.
Beijos

Camila disse...

Oi família, quanto tempo!
que experiência maravilhosa vcs estão tendo!
Li seu post e fiquei pensando como será minha inspiração na cozinha... difícil mesmo essa mudança na rotina mas, apele para os sites de receitas práticas, sempre entro num que se chama temperando a vida e o do mais você ( no google vc descobre os links, sempre pego por lá, são programas de TV ).
Bem, tudo de bom para vcs e agradeça perder o apetite e não ganhar peso quando fica stress. rs
beijos,
Camila