quarta-feira, 10 de setembro de 2008

Arranjei um pediatra surdo

Oi gente,
cada dia é uma aventura neste caminho que a gente escolheu. Desde que cheguei aqui, o meu entendimento do inglês melhorou muito (posso dizer que entendo 98% do que as pessoas dizem), por outro lado, o falar, que já estava enferrujado no Brasil, aqui ficou ainda mais complicado. Acabo metendo sempre uma ou outra palavra de alemão no meio das frases. Uma comédia. Isso faz com que eu adie tudo. Só de pensar que tenho que falar com alguém em alguma língua que não seja o português, eu já entro em pânico.

Tudo isso foi para explicar pq a Leila ainda não tinha pediatra na Suíça. rs Fui a um italiano que não pode aceitá-la por que já tinha crianças demais. Tomei coragem e liguei para um monte... só mensagens em alemão. Até que um atendeu. Falei assim "olha, minha filha ainda não tem pediatra aqui em Zurique e eu queria fazer o controle das vacinas". Ele disse "Desculpe, mas eu não entendi". Claro que tudo isso em inglês. rs Falei novamente, já me sentindo a pior de todas as falantes. rs Dessa vez pareceu que ele tinha entendido. Daí ele perguntou se eu queria ir naquele momento ou no dia seguinte. Fiquei muito feliz. Finalmente alguém que podia ficar com a Leila. Marquei para o dia seguinte.

Chego lá e a sala estava fechada. Bati na porta e nada. Fui a um Tee Room que tem ao lado e liguei para ele de lá (celular sem crédito). "Chego em dez minutos Frau Pires". Dez minutos e chega o dito. Quase saí correndo. rs Ele deve estar bem próximo aos 90 anos e usa um aparelho de surdez do tempo do ronca, enooooooooorme e para fora da orelha. Nessa hora eu entendi que não era o meu inglês que estava péssimo, era a audição do homem. Consultório grande, bonito, bem cuidado. Teve ter sido bem movimentado nos tempos de ouro. rs Daí ele olhou para a minha cara e falou: "Pq a senhora está aqui". Será o benedito que o Dr. não tinha entendido o que eu falei? E lá vou eu novamente, contar toda a história. Feito isso, ele viu as vacinas e disse que aqui eles dão duas doses da de Sarampo. Demos a vacina lá mesmo, no consultório. O homem tremia mais que vara verde. rs Metade da vacina veio no meu olho. Acho que estou vacinada também.

E agora? E agora que o homem é velho, é surdo e tem tremelique, mas eu vou ficar com ele mesmo até conseguir me comunicar melhor em alemão. Depois escolho outro. Aqui o pediatra raramente atende o telefone e esse está sempre a disposição. rs

Um abraço,
Carol

4 comentários:

Flávia J. F. Solís disse...

Que coisa! Poxa, eu até que tive sorte. Depois de mil indicações de ginecologistas fui escolher justo o que eu achei na internet (pq não fui ou com a cara, ou com o endereço dos demais)! E estou super satisfeita com o meu (que ainda por cima fala português)! Não era nada do drama que eu via o pessoal falar dos médicos, dos consultórios e etc. Será que procurando na internet vc não acha? Assim dá pra ver a estrutura que o médico tem, as vezes ver até foto (eu via tudo isso pela net).
Beijos e boa sorte!

Gelsa disse...

NOSSA...TOMARA QUE QUANDO PRECISAR PRA ALGO MAIS COMPLICADO VOCE JA TENHA ENCONTRADO OUTRO, TADINHA DA MINHA PRINCESA..RSRS..BEIJÃO

Fernando e Silvia disse...

Oi Carol, desculpe mas ri muito com esse médico... Boa Sorte com ele! Um beijo,
Silvia

Gi, Edu e Gabi disse...

rs... que maravilha!!! voce TEM um pediatra! Aqui no Canada isso é quase um milagre! :-) rs...
Gostamos do post!
Eduardo e Gi.