quinta-feira, 12 de fevereiro de 2009

Brasileira torturada


Acho que todo mundo no Brasil já deve estar sabendo o que aconteceu por aqui. Mas o resumão é: uma mulher brasileira, grávida de gêmeos foi torturada e perdeu os bbs. Os autores da agressão eram skinheads. No hospital, o inspetor de polícia teve a audácia de dizer que, se fosse mentira, ela seria processada. Enfim, foi agredida por não ser suíça, não por ser brasileira. Poderia ter sido uma chilena, uma chinesa ou uma turca.


Claro que todo mundo ficou indiganado. Claro que ficamos assustados, afinal, poderia ser eu ou o meu marido. A covardia não tem limite, fizeram com ela, pq não fariam com crianças? Poderia ter sido, então, a minha filha em um dos passeios da escola.


O pior é saber que, em função do partido de extrema direita, o sentimento xenofóbico está sendo incentivado, principalmente entre os jovens, e esse tipo de violência, da qual não há defesa ou prevensão, pode voltar a acontecer. Para isso, basta que a sociedade suíça, tão orgulhosa de suas virtudes, continue a aceitar a veiculação de propagandas preconceituosas e desinformativas que nos classificam (a todos os imigrantes) como corvos ávidos pela cidadania suíça. Basta que continuar assegurando a liberdade de propagação de idéias racistas e xenofóbicas. No início do post tem um exemplo dessa publicidade tão abertamente discriminatória que seria proibida em qualquer outro país da Europa.
Enfim, continuo me sentindo segura na Suíça. Não acredito que o que aconteceu seja regra ou vá se tornar uma regra, pois tenho confiança que a maioria da população pensa diferente e age diferente, mas a minha imagem da Suíça ficou sim manchada e só vai voltar a ser a mesma se esses idiotas forem punidos e essa mulher for tratada com dignidade.
Abraço,
Carol

update: Fiz o que pude para continuar acreditando na conterrânea, mas ficou difícil. rs De toda estória inventada, fica só a vergonha. Nenhuma mancha na imagem que eu tinha da Suíça e de suas instituições uma vez que, agora, vemos que a polícia só estava protegendo a moça de uma exposição desnecessária.

8 comentários:

Claudia disse...

Eu li sobre o ocorrido e a menina é daqui de Recife né? Fiquei ainda mais revoltada porque, segundo o noticiário, a consulesa foi maltratada pela polícia suíça.

Mas enfim, continue acreditando na sua qualidade de vida que com certeza isso foi um caso isolado e uma hora os responsáveis serão punidos.

Abraços!

Claudia

Anne, Samir e Gabriel disse...

Pois é Carol.. Tem gente maluca em todos os lugares.. Eu fiquei mesmo p. pq nem a polícia parece ter respeito com os não-suíços, viu o que aconteceu com nossa representante aí..?

Qnd vi o caso no jornal só pensei em vcs.. Tbm acho que não seja uma regra, mas é preciso que a própria população esteja disposta a mudar certas coisas...

BeijoS,

Anne

Vitoria disse...

Bom, pelo que os jornais comentam aqui nem a mulher está sendo tratada com dignidade e muito menos os representantes diplomaticos do Brasil, aí!! A policia, apesar de todas aquelas fotos horrorosas que vi com as mutilações que ela sofreu (certamente, as fotos devem ter sido censuradas ai) ainda coloca em duvida o depoimento dela e está constrangendo o pai da menina que é um advogado aqui no Brasil... Ou seja, isso aí pode ser um paraiso...Mas, para ser franca, eu prefiro sair na rua e ser assaltada por um moleque que está fazendo isso porque está com fome, do que por um bando de neonazistas fanáticos que acham que os imigrantes sao uma praga!! Alias, voce que vive aí, me explica...A Suiça é rica porque? Produz algo? Petroleo, soja, minerio, algo representativo? Pelo que sei ela vive do dinheiro que gente de toda a parte do mundo envia para nao ter que explicar a origem!!! E eles ainda se acham no direito de discriminar os imigrantes???
Vitoria - Rio de Janeiro

Vitoria disse...

E quer saber mais?? Duvido que esses loucos sejam punidos..Pode apostar que isso acaba caindo no esquecimento ou entao daqui a pouco vao dizer que a pobre da moça era que era culpada por ter saido do trem falando portugues!!! Bom, aí pode ser o paraíso, mas se depender de mim: Suiça, ja fui uma vez passear, mas agora nao volto ai nem quem me paguem!!!
Vitoria

Carol, Ênio e Leila disse...

Vitória,
esse tipo de coisa acontece em qualquer lugar do mundo.
Em São Paulo, por exemplo, a gente também tem os skinheads batento em nordestinos, travestis, homossexuais... Enfim, a chance de ser atacada ou mesmo VER esses neonazistas aqui na Suíça é bem menor que a de ser assaltada no rio. rs
Estamos sim indignados, mas a imprensa local já se manifestou e saiu em todos os jornais (graças a mobilização brasileira). A polícia disponibilizou um telefone para denúncias (não é possível que ninguém tenha visto nada). Agora é aguardar.
Realmente, o comportamento do inspetor que a atendeu não foi exemplar e, acredito, que ele será cobrado por isso, já que a imprensa daqui também deu ênfase no questionamento dele quanto a veracidade do fato e no depoimentos do namorado dela (Suíço) de que tudo que ela disse é a mais absoluta verdade.
Nem tanto ao mar, nem tanto ao céu, né não? Senão a gente acaba sem argumento para defender o Brasil quando falam do gay francês (se lembra?) que foi assassinado em São Paulo e de turistas baleados no Rio.

Violência aqui não é regra, assim como o Rio de Janeiro não é um inferno onde só existem trombadinhas e traficantes.

Um abraço,
Carol

ps.: Continuamos a mobilização e, é provável que nós próximos dias haja uma passeata, da qual participarei.

carmen disse...

olá.........publicamos seu comentário aqui no Brasil em destaque.......achamos um absurdo o q está acontecendo e queremos ajudar, por isso estamos sempre publicando sobre o caso
deêm uma passadinha aqui no blog , para ver se gostaram
quem tiver mais notícias ou depoimentos, é só mandar
abraços
carmen

.Mariana.Daniel. disse...

Carol,

Fiquei chocada. Já tinha ouvido falar sobre os skinheads suíços, mas não sabia a extensão do que faziam. Gente, isso é um absurdo... Ainda mais para uma sociedade que se diz tão civilizada (a ação policial eu nem comento...).

Beijos,
Mariana

K disse...

Isso é chocante - e revoltante. Já seria se não fossem os bebês, com o aborto, então, é até difícil de acreditar. Essa semana foi um horror. Teve um dia que tinha quatro notícias sobre grávidas na mesma página do site. Uma baleada, uma queimada, uma torturada,... Onde esse mundo vai parar??? Tão triste...

Beijo,

K.